14.12.10

Dezembro

Dezembro é o mês que passa mais depressa. Começou ontem e hoje já vai a meio. Acontecem imensas coisas diariamente, mas nem sempre tenho tempo ou vontade para escrever. Os principais eventos do momento são o trabalho que tenho para fazer até dia 10 e a procura de casa. Ora, quem já procurou casa em Londres ou teve muita sorte ou sabe o terror que é. Tudo é caríssimo, e pelo menos 50% das casas que se encontram são literalmente nojentas. E para piorar o cenário ser estudante não ajuda em nada, ninguém quer uma pessoa que não tenha emprego e não importam as condições,  a conta bancária, a idade que se tem, nada de nada. Na procura de casa há 2 tipo de pessoas, as que têm emprego e as que não têm emprego. É o interessante desta cidade, tudo pode piorar. E o que neste momento mais pesa na minha cabeça é saber que janeiro se aproxima a passos largos e que muito possivelmente vou estar, outra vez, numa situação em que não tenho casa. Honestamente há poucas sensações tão desesperantes como não ter um sítio para onde ir ao fim do dia. Há alturas que odeio esta cidade. Hoje é uma delas. E custa tentar concentrar-me no trabalho quando há tanto drama à mistura.

Bolas, nunca mais chega o dia de ir para Portugal.

3 comentários:

butterfly disse...

Tu a quereres voltar e eu a querer ir!!!

Ginásio Puxa Estica disse...

Não sei se já conheces o site, http://www.foxtons.co.uk/

É bastante bom para procura de casas, muito completo.

Boa sorte :)

Bruno

Tuga em Londres disse...

Como te compreendo... Espero que já tenhas conseguido resolver a situação da casa.